Com a moagem de cana-de-açúcar da safra 2014/15 no Centro-Sul chegando ao seu final, as usinas da região produziram na primeira quinzena de novembro um volume de 1,207 milhão de toneladas de açúcar, 38,8% abaixo do observado em mesma quinzena do ano passado, segundo informações divulgadas pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).

A queda decorreu do menor volume de cana processado no período e da forte destinação do caldo da cana (mix) disponível para a produção de etanol. Conforme a Unica, o mix de produção para o açúcar na quinzena foi de 40,33%, ante os 47,94% de igual intervalo do ano passado.

Desde o início da safra até 16 de novembro, a produção da commodity acumula queda de 3,08%, a 30,7 milhões de toneladas. O mix da temporada está em 43,68% para o açúcar, ante 45,64% de igual intervalo de 2013/14.

Leia também:  Reajuste no diesel vai encarecer a conta de luz

Com mais caldo sendo destinado ao etanol, a produção do bicombustível caiu menos do que a de açúcar na quinzena, indo a 1,1 bilhão de litros, recuo de 16,35% em relação aos primeiros quinze dias de novembro de 2013. No acumulado da safra, a produção subiu 5,11%, a 24,379 bilhões de litros. A fabricação de hidratado foi a que mais avançou desde o início da moagem — 7,42%, a 14 bilhões de litros. A produção de anidro cresceu 2,11% no mesmo período, a 10,3 bilhões de litros.

A moagem de cana caiu 28,45%, a 23,120 milhões de toneladas na primeira quinzena de novembro. De acordo com o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, a quebra de safra começa a ficar evidente a partir dessa quinzena, pois é a primeira vez que a quantidade acumulada de cana-de-açúcar processada ficou aquém do valor observado na safra passada.

Leia também:  Contribuintes têm até o dia 10 para aderir ao Refis

No acumulado desde o início da safra até 16 de novembro, a moagem alcançou 538,38 milhões de toneladas, 1,24% abaixo do observado em igual intervalo de 2013/14, quando as usinas do Centro-Sul haviam processado 545 milhões.

Reforça a tendência de forte quebra da safra, segundo Rodrigues, o fato de que até o fim da primeira quinzena deste mês 82 unidades haviam encerrado a moagem, ante apenas 31 plantas em igual data no último ano.

O teor de açúcar na cana, o chamado Açúcar Total Recuperável (ATR) por tonelada processada atingiu 135,87 quilos na primeira quinzena de novembro, aumento de 1,54%, ante os 133,81 quilos de igual quinzena do ano passado. Na comparação com a última quinzena de outubro, quando o ATR atingiu 146,12 quilos, houve uma queda.

Leia também:  AGU recorre da decisão de suspender o aumento dos combustíveis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.