O volume do grão da soja de Mato Grosso exportado vem caindo nos últimos quatro meses, conforme dados divulgados pelo relatório semanal de soja do Instituto Mato- Grossense de Economia Agropecuária (Imea). Essa queda é considerada um movimento comum para o período em que estamos, uma vez que há pouca soja disponível no Estado.

O que chamou a atenção dos economistas do instituto foi por onde se deu o escoamento da produção neste último mês. “Historicamente, o porto de Santos tem a maior participação no volume total da exportação mensal em relação aos outros portos. Entretanto, em outubro, observou-se uma maior participação dos portos do Norte, especialmente o de Barcarena, que escoou 34% do total no mês” explica os economistas.

Leia também:  Rodovias de MT registram 268 queimadas durante período proibitivo

O relatório divulgado conclui que a janela de exportação da soja mato-grossense se iniciará em janeiro, e caso mantenha-se ou aumente o volume de exportação pelos portos do Norte, os preços do frete do grão poderão ser reduzidos, dado que desta forma poderá haver a redução da superlotação nos portos do sul e sudeste. Este cenário é bom para os produtores, uma vez que custos com transporte menores poderão refletir sobre a sua lucratividade.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.