A paralisação geral de todos os serviços públicos será na próxima quarta-feira (19). O protesto é a única ferramenta que os servidores têm para cobrar que o Executivo cumpra com os seus deveres.

Na semana anterior foi discutida a normativa da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), para o exercício de 2015. A secretária Ana Carla, diminuiu o número de Auxiliares de Serviços Diversos e Administrativos (ASD). Na mesma normativa Ana Carla, restringe a lotação de servidores de Auxiliares de Higienização e Apoio Docente.

Outras pautas que os servidores estão cansados de esperar é pela finalização dos Planos de Cargos Carreira e Salários PCCS do Instrumental, Saúde e Assistência Social. E também a correção salarial que até a data atual não passou de meras promessas.

Leia também:  Instituições se unem para garantir atualização do Plano Diretor do município

O atual prefeito não priorizar os serviços públicos e muito menos a valorização dos servidores. A administração gastou relevantes recursos com reformas no gabinete do prefeito e da secretária Ana Carla.
Porém as unidades de ensino e os PSF ficaram em segundo plano. Ações que deixam claro a falta de comprometido com a qualidade dos serviços prestados em Rondonópolis. Alguns Escolas e Posto de Saúde da Família estão sucateados. O Departamento de perícia deve ser mais humanizado.

Por todas estas questões os servidores decidiram por um de paralisação, ainda há tempo do prefeito refletir e mudar o posicionamento em relação aos servidores. Portanto dia 19 será para mostrar à toda população que o Executivo não tem trabalhado com respeito a aqueles que fazem parte do desenvolvimento da cidade.

Leia também:  Governo emite nota sobre repasses a Santa Casa

PROGRAMAÇÃO

No período da manhã os servidores se reunirão em Assembléia no Canadá Country Club a partir das 8h, a tarde haverá uma concentração na SEMED com inicio às 14h.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.