Neste domingo (30), mais de 2,5 milhões de uruguaios deverão comparecer às urnas para eleger, em segundo turno, o sucessor do atual presidente José Mujica.

Estão na disputa o socialista Tabaré Vázquez, candidato da Frente Ampla, um médico oncologista de 74 anos, que presidiu o país entre 2005 e 2010, e o deputado federal Luis Lacalle Pou, de 41 anos, que concorre pelo Partido Nacional e tem, na segunda rodada de votação, o apoio do Partido Colorado.

Pelas últimas pesquisas, Vazquez é franco favorito, com ampla margem sobre o oponente. Ele ficou com 47.8% dos votos no primeiro turno e, conforme os mais recentes levantamentos, deve obter amanhã entre 53% e 55% da preferência do eleitorado. O atual chefe do governo uruguaio teve 54.63% dos votos no segundo turno de 2009, vencendo u o ex-presidente Luis Alberto Lacalle, pai do candidato nacionalista.

Leia também:  Cai em Portugal um avião que atuava para combater incêndio

Em todo o país, 2,62 milhões de eleitores estão habilitados para a votação, que irá das 8h às 19h30. Há possibilidade de que os locais de votação permanecerem abertos por mais uma hora, se, ao fim do prazo, ainda houver eleitores dentro das seções.

Segundo a Justiça Eleitoral, os primeiros resultados oficiais serão conhecidos rapidamente, porque serão apurados votos apenas para presidente e vice-presidente.

O novo presidente assumirá suas funções no dia 1º de março do ano que vem. Se Vázquez for o vencedor, receberá o governo de José Mujica, a quem entregou o cargo em 2010.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.