Embora esteja livre de acusações de suborno, Bernie Ecclestone ainda terá que enfrentar uma briga judicial com o banco alemão BayernLB. A instituição financeira anunciou que está processando o chefão da Fórmula 1 pelo envolvimento do dirigente na venda das participações da empresa em 2006. O banco pede 345 milhões de euros (R$ 1,12 bilhão) de indenização, alegando que Bernie recebeu comissões injustificadas e subvalorizou as ações da empresa quando a CVC se tornou a maior acionista da F-1 há oito anos.

– Quando a participação do banco na Fórmula 1 foi vendida em 2005 e 2006, um membro do conselho foi subornado. O contrato de venda não foi negociado, mas foi finalizado em termos ditados pelo Sr. Ecclestone, que eram desvantajosos para o banco – afirmou um porta-voz do banco alemão.

Leia também:  Futebol em luto: morre Gilson Lira

Bernie conseguiu se livrar do processo em agosto, ao chegar a um acordo com a justiça alemã para efetuar o pagamento de US$ 100 milhões (R$ 265 milhões). O britânico era acusado de ter subornado o ex-diretor do banco alemão BayernLB, Gerhard Gribowsky, para que ele convencesse a instituição financeira a vender as ações da categoria. Na época, o BayernLB era dono de 48% da Slec Holdings, companhia que controlava os direitos comerciais da F-1. Segundo o ex-banqueiro, Bernie criou várias entidades na operação para burlar a declaração desse dinheiro à Receita da Alemanha. Os fundos teriam origem em contas bancárias do Caribe e das Ilhas Maurício.

Desde o início do julgamento, Ecclestone admitiu ter feito os pagamentos, mas alegou que só realizou a transação por ter sido ameaçado de chantagem por Gribowsky. Do valor ofertado ao tribunal de Munique para encerrar o processo, US$ 99 milhões foram destinados aos cofres do estado da Baviera, e US$ 1 milhão para uma fundação infantil. O acordo, que alcançou a maior cifra para um caso dessa natureza na justiça alemã, foi ironizado por Bernie em seu tradicional cartão de Natal enviado para a comunidade da Fórmula 1 todos os anos. “Talvez agora possamos ter uma fantástica corrida de Fórmula 1 em Munique”, escreveu o britânico em uma mensagem no verso.

Leia também:  União aposta em Ricardo para bater o Cuiabá

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.