O governo registrou o pior resultado no déficit primário para meses de novembro desde o início da série histórica disponibilizada pelo governo, em janeiro de 1997. As despesas são maiores do que as receitas, sem contar os juros da dívida pública, de R$ 6,71 bilhões em novembro deste ano. As informações foram divulgadas pela Secretaria do Tesouro Nacional, nesta segunda-feira (29).

De acordo com os dados, no mesmo período do ano passado, as contas do governo registraram um superávit primário de R$ 28,97 bilhões.

Este valor registrado em novembro de 2013 é considerado o recorde para este mês, foi ingresso mais de R$ 20 bilhões em recursos de parcelamentos.

Leia também:  Justiça suspende regra sobre respeito aos direitos humanos em redação do Enem

Em um ano marcado por eleições, as contas públicas têm registrado forte deterioração devido ao aumento de gastos públicos, à ajuda à Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), e ao baixo ritmo de crescimento da arrecadação, resultado do fraco nível de atividade da economia e das desonerações de tributos anunciadas nos últimos anos pelo governo federal.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.