O sábado foi de pouca movimentação no mercado da bola. Apesar disso, houve novidades. Sem alarde, o Flamengo colocou o meia Jadson, do Corinthians, em sua alça de mira para ser o camisa 10 da equipe em 2015. O São Paulo, por sua vez, fechou com Daniel, ex-atacante do Botafogo que havia sido reprovado nos exames médicos realizados pelo Palmeiras durante a semana.

Aos 31 anos, Jadson é o nome esperado para ocupar a lacuna deixada por Ronaldinho Gaúcho, que saiu do clube em 2012 – desde então, o Rubro-Negro segue sem um meia de criação clássico. Assim, o clube carioca precisa comprar os direitos do atleta junto ao Corinthians.

Leia também:  Falso treinador é preso por pedofilia após prometer vaga em time em troca de 'nudes'

Destaque do Botafogo na pífia campanha do time no último Brasileirão, Daniel viu as portas do Palmeiras se fecharem após os resultados dos exames médicos, realizados na última terça, não terem sido satisfatórios. O atacante de 20 anos, porém, assinou contrato de três temporadas com o São Paulo neste sábado. O jovem tem uma lesão no ligamento cruzado do joelho direito e precisará de um período de tratamento para ser utilizado pelo Tricolor.

Por falar no Alviverde, o atacante Osvaldo interessa ao Palmeiras. O atacante do São Paulo tem o aval do técnico Muricy Ramalho para ser negociado e pode mudar de ares em 2015. Ele possui contrato até o fim de 2015.

Leia também:  Circuito de Tênis têm inscrições abertas para torneio em Cuiabá

O Corinthians, que está atrás de Conca, sonha repatriar um ídolo recente. O clube do Parque São Jorge espera uma resposta do Tottenham à proposta feita por Paulinho. O Timão e o volante – em baixa na Europa – já se entenderam sobre os termos do contrato. A diretoria corintiana espera um retorno dos ingleses nas primeiras semanas de janeiro.

Outro volante que desperta a atenção no cenário nacional é Nilton, bicampeão brasileiro pelo Cruzeiro em 2013 e 2014. A primeira proposta do Internacional pelo cabeça de área foi recusada, mas, antes do fim deste ano a transferência ser concretizada, segundo Wagner Ribeiro, empresário do atleta. Os valores são mantidos em sigilo, mas é certo que o contrato será em definitivo.

Leia também:  União perde em casa e dá adeus ao sonho da Série C

Na Série B, o panorama é mais modesto. O Botafogo tenta a volta de Cortez, que teve boa passagem em 2011. O lateral-esquerdo possui vínculo com o São Paulo – que não se interessa por sua manutenção – até 2016. O principal entrave é o salário do ala, pois o teto salarial do Glorioso para a próxima temporada é de R$ 50 mil.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.