A greve dos funcionários do Pronto Atendimento (PA) continua no município de Guiratinga (106 Km de Rondonópolis). (Leia mais)

De acordo com uma das administradoras do Hospital, Patrícia de Moraes Dourado, até o momento a casa de saúde continua sem receber o repasse. “Estamos aguardando um posicionamento da Prefeitura” diz Patrícia.

Além do atraso do repasse municipal, o Hospital também não recebeu o repasse Federal.

O Procurador Jurídico do município, Rogério Arco Verde, explica que esse atraso está relacionado a queda na arrecadação neste fim de ano. “Com a queda na arrecadação, a Prefeitura não tem de onde tirar o dinheiro” explica o procurador.

Ainda conforme Rogério, na sexta (12) foi feito um repasse no valor aproximado a R$ 67 mil da Prefeitura para o hospital. “Nós já estamos nos reunindo com a secretária de saúde, Rosani Araújo, e ainda esta semana esperamos que o repasse do restante do dinheiro que falta seja feito” acrescenta Rogério.

Segundo, Arco Verde, a Prefeitura estuda uma possibilidade de criar um PA municipal. “Acredito que não houve bom senso da parte dos funcionários, se fosse um atraso acima de um mês, tudo bem, mas deixaram a população sem amparo” finaliza o procurador.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.