O Pronto Atendimento (PA) do município de Guiratinga (106 Km de Rondonópolis) amanheceu mais uma vez com as portas fechadas nesta sexta-feira (12). Essa não é a 1ª vez que isso acontece. Desta vez os funcionários resolveram cruzar os braços devido ao atraso de salário.

De acordo com a dentista do Hospital, Patrícia de Moraes Dourado, o repasse da Prefeitura para o Hospital está atrasada há 21 dias. “Essa paralisação não é uma atitude do Hospital, são os funcionários que resolveram paralisar, pois estão sem salário” ressalta a médica.

O repasse é de R$140 mil por mês, e mesmo que os funcionários resolvam voltar a trabalhar sem o repasse, o hospital não se sustentará por muito tempo. “Nós dependemos do repasse para manter o Hospital, os remédios estão acabando. Mesmo que os funcionários resolvam voltar ao trabalho, o máximo que conseguiríamos nos manter é de 10 a 15 dias” explica Patrícia.

Além do atraso do repasse municipal, o Hospital também não recebeu o repasse Federal. Conforme explica Patrícia, esse repasse não foi feito devido a um problema de contrato, mas que já está em andamento.

PREFEITURA

Nossa equipe tentou entrar em contato com a Prefeitura, porém, sem resposta.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.