A Polícia Judiciária Civil e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) concluíram  que a morte do empresário Thiago Rockenbach, 32 anos, se deu por afogamento ocorrido no Lago do Manso, na região do município de Chapada dos Guimarães (67 km ao Norte). O empresário desapareceu no dia 18 de outubro e seu corpo foi encontrado cinco dias depois, em 22 de outubro, boiando na Praia do Amor, às margens do lago.

Com base em depoimentos de testemunhas e exames periciais, o inquérito conduzido pelo delegado de Chapada dos Guimarães, Diego Alex Martimiano da Silva, relata que não foi constatado pela Polícia Judiciária Civil “ocorrência de crime” e sugere o arquivamento dos autos. O inquérito policial será encaminhado nesta quarta-feira (17.12) ao Fórum da Comarca de Chapada dos Guimarães.

Leia também:  Oito criminosos são presos por roubos com violência em residências

Segundo levantamento, o empresário teria caído na água para tentar salvar duas amigas que estavam com ele e se afogado no lago, pois no momento chovia muito na região. Dúvidas de poderia ter ocorrido morte violenta foram levantadas, porém  exames periciais apontam para o afogamento. “Não tendo assinalada qualquer lesão característica de violência ao exame externo do corpo da vítima, bem como vestígios correlatos no local e nas vestes”, os peritos concluem que não houve no local ocorrência de morte violenta.

Com relação aos veículos, uma moto aquática e uma lancha, a perícia constatou que “os danos recentes nos veículos descritos são compatíveis com o contato dos veículos, à deriva, com a vegetação existentes nas margens do lago”.

Leia também:  Médico denunciado por violência obstétrica é indiciado por morte de recém-nascido

Exames de laboratório (alcoolemia e toxicológico) apontaram que o empresário estaria embriagado e que havia “substância com espectro de massa compatível com cocaína” em seu organismo.

“Diante dos dados colhidos e durante a necropsia e dos resultados, concluímos que a morte de Thiago Rockenbach deu-se por afogamento (asfixia mecânica)”, concluiu a perícia.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.