Bancada de vereadores em Itiquira - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Bancada de vereadores em Itiquira – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

Em uma sessão tumultuada, sob acusações e polêmicas, o vereador Licurguio Lins (PT), foi eleito presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Itiquira para o biênio 2015/2016. A eleição aconteceu na noite de ontem (2).

Com esse resultado, a base aliada do Executivo continua no comando da Casa de Leis. A vitória foi apertada, dos nove vereadores, cinco votaram a favor do vereador petista.

Já o vereador Josenildo Martins que encabeçou a chapa de oposição afirma que foi confiante para a sessão, pois tinha recebido o apoio de vereadores do Distrito de Ouro Branco. “Infelizmente mudaram de lado nas últimas horas, o que resultou na derrota pela falta de compromisso dos edis”, lamentou.

O prefeito Humberto Bortolini, popular Betão (PR) e alguns aliados do 1º escalão estiveram presentes na sessão ordinária. Esta foi a 1ª vez que Betão acompanhou uma sessão, desde que assumiu a Prefeitura.

Entre as falas no plenário o vereador Fabinho (PMDB), que de início chegou a aderir a chapa da oposição, enfatizou que apoia a gestão de Betão.

“Na época do prefeito Ernane José Sander, o Nani, era uma vergonha a cidade, ele não tinha competência para administrar o município. A prefeitura e sua residência era lotada de agiotas”, denunciou.

Rebatendo a fala de Fabinho, o vereador Afonso Aragão (PSDB), reforçou que a gestão o qual o vereador Fabinho fez acusações, o mesmo permaneceu omisso já que era o líder do prefeito naquele mandato.

“Eu estou impressionado com o discurso do vereador Fábio, Ele já usou a tribuna da Câmara várias vezes para reclamar da gestão do Betão e na presença do prefeito e alguns secretários apenas fez elogios”, rebateu.

Advertisements
Leia também:  Câmara aprova ‘Programa Bom de Bola, Bom de Escola’ apresentado por Adonias

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.