Alex Júnior do Santos (20) foi mais uma vítima da onda de homicídios que se abateu em Rondonópolis nesta semana. Soró como era mais conhecido no mundo do crime e pelas autoridades policiais morreu depois levar dois tiros na noite desta sexta-feira (19) no bairro Sumaré.

Segundo o Boletim de Ocorrência (BO) confeccionado pela Polícia Militar (PM), depois de ouvidas algumas testemunhas no local, um homem não identificado se aproximou da grade da casa da namorada de Soró e atirou pela primeira vez, a vítima que estava deitada na rede junto com a namorada ainda tentou fugir, foi quando o atirador fez o segundo disparo.

Soró não resistiu e caiu já sem vida no fundo da casa de sua namorada. Uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou rapidamente ao local, mas com Soró já sem vida, o médico apenas constatou oficialmente o óbito.

Leia também:  Esposa de detento é presa ao tentar entrar na Mata Grande com droga na vagina

A PM fez rondas pelo bairro mais nenhum suspeito do crime foi preso. Agora o homicídio vai ser investigado pela Polícia Judiciária Civil e fará parte da estatística do dezembro macabro em Rondonópolis, já que este neste início de mês já foram registrados 8 homicídios em cinco dias.

PASSAGENS

Soró já era conhecido do mundo policial, segundo informações obtidas pela reportagem com policiais ainda no local do crime, Alex já tinha passagens, por homicídio (02), porte ilegal de arma, roubo, estelionato e formação de quadrilha.

pericia trabalhando no local do homicidio,alex junior,soro.
Perito criminal examina a rede onde Soró estava deitado quando levou o primeiro tiro – Foto: Messias Filho / AGORA MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.