A temporada de 2014 já acabou, mas o ano para os pilotos da Fórmula 1, não. Dias depois de prestigiar a final da Stock Car em Curitiba, Felipe Massa viajou para a Inglaterra para trabalhar até domingo na fábrica da Williams em Grove visando o campeonato de 2015. Depois desse período é hora do tão precioso descanso, destaca o brasileiro:

– Ficarei cinco dias trabalhando, preparando as coisas para semana que vem e depois virão as férias. E é sempre bom dar uma tranquilizada, voltar para o Brasil, e ficar uns dias com a família, carregando as baterias para ano que vem.

E no ano que vem, Massa tem grandes pretensões. Depois de terminar o campeonato de 2014 na sétima posição, com três pódios e uma pole, o paulista de 33 anos quer brigar por vitórias – como na etapa final em Abu Dhabi – e também pelo título, por que não?

– O não começou do jeito que eu gostaria, mas acabou muito bem. Acabou com um carro muito supercompetitivo. Fiquei feliz com a segunda fase do campeonato. Estou super empolgado para o ano que vem. Acho que podemos ter um ano melhor, um carro mais competitivo, e voltar a brigar por vitórias, pelo campeonato. É tudo o que eu quero. Já brigamos por vitória na última corrida deste ano. Espero que isso tenha sido o começo de um 2015 cheio de vitórias e que possamos chegar em Interlagos e em Abu Dhabi com a chance de estar lá na briga pelo campeonato – avaliou.

Leia também:  Circuito de Tênis começa nesta quarta em Cuiabá

O otimismo de Massa se deve à força apresentada pela Williams em 2014. Desde o início do ano, o carro FW36 mostrou potencial, mas na reta final da temporada, a tradicional escuderia britânica se consolidou com a segunda força do grid, atrás apenas das quase imbatíveis Mercedes. No fim, a Williams acabou em terceiro no Mundial de Construtores, atrás também da RBR, mas à frente da Ferrari. O brasileiro confia que a equipe consiga trabalhar bem na evolução do carro para emendar a boa fase no começo do ano que vem.

– A expectativa é grande para o ano que vem. É um regulamento onde nada muda bruscamente. São mudanças pensando em uma evolução do carro que temos este ano. Acredito que a maioria das equipes que tiveram um ano competitivo pense desta maneira, as demais equipes não, e devem ter uma mudança grande. Mas é sempre um ano novo, um carro novo.

Leia também:  União joga domingo diante do Sinop no Luthero Lopes

Balanço da temporada 2014: “Teria muitos resultados fortes na primeira fase também”

Assim como a Williams, Massa também fez uma segunda parte do campeonato bem superior à primeira. Antes das férias de agosto, o brasileiro anotou apenas 40 pontos nas 11 corridas disputas. Nas oito corridas finais, no entanto, marcou 94, com direito aos seus três pódios: Itália, Brasil e Abu Dhabi. Fazendo um balanço de sua temporada, Felipe acredita que os resultados no início do ano só não foram tão bons quanto os do final em razão dos infortúnios que sofreu, como a pancada que levou de Kamui Kobayashi na etapa de abertura, na Austrália, a batida com Sergio Pérez no Canadá e a capotagem após toque em Kevin Magnussen na Alemanha:

– Eu teria muitos resultados fortes na primeira fase da temporada também, mas muitas coisas aconteceram: na primeira corrida onde a chance de chegar ao pódio era grande, fui jogado para fora; na outra corrida, capotei; na outra corrida, bati na última volta… Muitas coisas aconteceram a tiraram pódios. Não é que não iria ter resultado. É uma pena. Foram pontos que a gente perdeu e que poderia estar chegando entre os quatro do campeonato – avaliou.

Leia também:  Cuiabá vence Luverdense e se classifica para semifinal no sub-17

categoria que comentou a prova final em Curitiba no último domingo, Massa fez elogios e não descartou disputá-la no futuro, quando encerrar sua passagem na Fórmula 1.

– É a categoria mais importante do Brasil. Isso mostra que cresceu muito. É muito profissional. Quase todos os pilotos da categoria são profissionais, vivem disso. É muito legal termos uma categoria dessas no país. Penso (em correr na Stock Car no futuro). Mas a gente ainda tem um pouco de tempo pela frente para encerrar a minha carreira da melhor maneira possível na Fórmula 1. Mas mais para frente, é difícil eu não estar correndo em alguma coisa. Então pode ser que a gente esteja correndo aqui sim.

A temporada 2015 da Fórmula 1 começa dia 15 de março, com o GP da Austrália. Já a Stock Car começa na semana seguinte, em Goiânia.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.