Durante o mês de outubro Mato Grosso – MT registrou um aumento de 16,15% no volume de captação dos laticínios no Estado, com destaque para a região oeste, que contribuiu com 42% da produção total do mês. As informações são do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

De acordo com dados do instituto, o aumento na oferta do leite tem superado a demanda, porque o consumo de lácteos decresceu, o que resulta em menor remuneração ao produtor.

Este cenário de baixa é descrito em todo o Brasil, desencadeado pelo atual contexto econômico que o país atravessa. Pela primeira vez em 2014 o preço médio do leite pago ao produtor de R$ 0,81/l, foi menor quando comparado a 2013. Para o pagamento de dezembro, referente à produção de novembro, a expectativa é de queda nas cotações e alta no volume de captação.

Leia também:  Pontes e Lacerda | Construção Civil é o setor que mais gera empregos em junho

O mês de outubro é caracterizado como o início da safra leiteira, isso em resposta à melhora na produção de forragem. “Os colmos secos dão lugar às folhas verdes, que fornecem para as vacas em lactação os nutrientes necessários para produzir o leite” explicam os economistas do Imea.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.