Divulgação
Divulgação

O motorista de um veiculo Ford Belina de cor amarela, placas de Naviraí (MS) – distante 350 km da Capital Campo Grande, que foi flagrado na manhã de domingo (28), momento em que arrastava um cachorro aparentemente morto por uma avenida da cidade, foi identificado na manhã de ontem (29) pelos policiais do SIG (Serviço de Investigações Gerais) do 1º DP (Delegacia de Polícia Civil).

O motorista trata-se de um pastor evangélico, de 54 anos, que, em depoimento, disse que seu cachorro havia contraído uma virose muito forte (apresentando notas veterinárias do tratamento do animal), e que devido à doença na manhã de domingo o cachorro morreu.

Leia também:  Irmãos são assassinados a facadas por ex de uma das vítimas em SP

Ao ser questionado porque arrastou o animal por ruas da cidade, o pastor disse estar com problemas na coluna, e por este motivo não conseguiu colocar o cachorro no porta-malas do carro, resolvendo assim amarrá-lo no engate de seu veículo e arrastá-lo até um terreno abandonado na saída para o Porto Caiuá, onde enterrou o animal.

Uma internauta que flagrou e fotografou o momento em que o pastor arrastava com seu carro o cachorro por uma avenida da cidade, ficou indignada ao ver a cena acionou a Polícia Militar informando o caso. A Polícia Militar foi até o local porem não localizou o veículo.

Ontem a tarde, após ser ouvido e constatado que não houve maus tratos ao animal em vida, o pastor foi liberado.

Leia também:  Fotógrafa em tratamento dos rins morre ao receber anestesia na veia
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.