O que parecia inevitável, após as denúncias do presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Rondonópolis (Sispmur), o suplente de vereador Rubens Paulo (PSC), a intervenção na administração do Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Rondonópolis (Impro) parece que não vai acontecer. Isso porque o prefeito Percival Muniz (PPS) tem declarado de forma aberta que Rubens Paulo, em uma atitude impensada, tem prejudicado a imagem da instituição apenas por interesse político.

Percival tem deixado claro que acredita que as intenções do suplente de vereador sindicalista é de apenas fazer uma “politicagem rasteira” e que no final das contas só prejudicaria ao próprio servidor.

Leia também:  Bezerra atropela Anta na BR-163

Segundo fonte da Coluna Bastidores, a decisão já foi tomada e agora basta o procurador geral do município, o advogado Fabrício Miguel Correia (PPS), assinar o indeferimento do pedido de Rubens Paulo.

A mesma fonte deixou a entender que mesmo não intervindo no Impro para evitar ainda mais o desgaste da Instituição ainda não foi descartado pelo chefe do executivo o fim da eleição direta para o cargo de Diretor Executivo do Instituto. Segundo a fonte Percival acredita que pessoas mal intencionadas podem se aproveitar da fragilidade momentânea da imagem do Impro para tentar assumir a direção e assim, sem nenhum perfil ético ou preparo técnico possa destruir um trabalho que vem sendo muito bem feito.

Leia também:  Sem disposição para bater boca com Antônio Joaquim
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.