acusado estuproA mãe revoltada com a situação foi a Delegacia denunciar o caso a Polícia, juntamente com as filhas, sendo uma de cinco anos, duas gêmeas de sete anos e a mais velha de 13 anos que relataram os fatos ao delegado Adriano Alencar que ficou surpreso com a situação.

O caso teria ocorrido no mês passado, de imediato o delegado requisitou os exames de corpo de delito e no dia 4 de novembro iniciou-se a investigação sendo finalizada nesta quarta-feira (3) com a prisão do padrasto que estava no nortão de Mato Grosso.

Segundo o delegado Adriano Alencar, o próprio acusado se dirigiu a Delegacia após uma conversa entre ele e uma escrivã através de uma rede social, onde a policial civil conseguiu convencer o mesmo a ir até a Delegacia para esclarecer o caso, ao chegar no local, hoje por volta das 10h, o mesmo recebeu ordem de prisão.

Leia também:  Rapaz suspeito de furtar pizzaria é preso pela PM na Vila Operária

O acusado trata-se de Ilmar Daniel Hermes de 38 anos, ao solicitar a perícia o médico legista informou a polícia que os exames tiveram resultados positivos.

Ilmar relatou a nossa reportagem que isso não passa de mentiras por parte da mãe das crianças, ele contou ainda que a ex-mulher já teria o acusado com o mesmo crime a cinco anos atrás quando os mesmos vieram a se desentender.

“Eu quero ver as garotas, para elas falarem isso na minha frente, eu não fiz isso nunca passou pela minha cabeça” se defende Ilmar negando a prática do crime.

A polícia também ouviu um amigo do acusado, a testemunha colaborou com a investigação e afirmou que Ilmar teria realmente feito a prática do crime contra as menores. Diante da situação o delegado pediu a representação ao poder judiciário no sentido de expedição de mandato de prisão do acusado, em parecer favorável o Ministério Público veio a colaborar para que a prisão do mesmo pudesse acontecer.

Leia também:  Exportação cai 65% em julho em Rondonópolis

Segundo a Polícia o inquérito está instruído com provas técnicas da perícia que confirmaram o abuso e ainda há provas testemunhais, a lei considera o fato como crime hediondo, gravíssimo.

Ilmar será encaminhado ainda hoje para a cadeia pública de Primavera do Leste onde após julgado deverá cumprir a pena de pelo menos oito anos de prisão.

O delegado Adriano Alencar, destacou que a ação sucedida da Policia Civil deve prevenir crimes como este em Primavera do Leste.

COMUNICADO

A reportagem recebeu fotos do acusado, porém não será divulgado para não expor as crianças, que são as vítimas de um crime como este.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.