Um estudo feito pela Universidade de Exeter, no Reino Unido revelou que treinar um idoso para usar as redes os sociais pode ajudar a melhorar a capacidade cognitiva, aumentar a sensação de auto- competência e ainda melhorar a saúde mental e o bem-estar da 3ª idade.A pesquisa foi feita nos últimos dois anos com 76 idosos com idades entre 60 a 95 anos.

Durante o estudo, eles tiveram acesso a um computador com conexão banda larga e alguns receberam informações de como usar as ferramentas da máquina. Os idosos que foram instruídos, ao longo do tempo, aprenderam a buscar informações de como usar o aplicativo Skype e a criar um email.

Para os pesquisadores, aqueles que aprenderam a usar o equipamento e as redes sociais passar a ter um envelhecimento mais ativo e se isolaram cada vez menos. Os idosos ainda disseram que se sentiram mais competentes e com mais vontade de envolver em atividades sociais.

Leia também:  Você sabe o que é amigdalite ? Saiba quais são os sintomas e o tratamento

“Percebemos que as conexões sociais são importantes para a saúde cognitiva e física dos idosos. As pessoas que se isolam ou experimentam a solidão são mais vulneráveis a doenças e sentem mais os sinais do envelhecimento. Apoiar as conexões sociais das pessoas mais velhas é um dos nossos objetivos. Este estudo mostra como a tecnologia pode ser útil, pois traz benefícios para a saúde e bem-estar da terceira idade,” avaliou o líder do projeto Thomas Morton.

O envelhecimento da população é um dos desafios atuais enfrentados pela sociedade. A previsão é que até 2060, 30% da população na Europa seja idosa. A pesquisa faz parte do projeto Ages 2.0 avaliou a relação dos idosos com o uso da internet e das redes sociais.

Leia também:  Dieta da proteína nem emagrece nem faz os músculos crescerem
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.