A  aveia é rica em fibras, que diminuem a absorção de colesterol - Divulgação
A aveia é rica em fibras, que diminuem a absorção de colesterol – Divulgação

Mudar a alimentação é fundamental para o tratamento do colesterol alto. Alterações na dieta reduzem o LDL (colesterol ruim) em 10%, o que pode ser suficiente para baixar o risco de infarto e acidente vascular cerebral (AVC)  – males associados a taxas elevadas dessa gordura. Quedas maiores só são obtidas quando a dieta está muito distante das recomendações. De qualquer forma, cuidado com a gordura saturada.

Encontrada em carnes gordas, pele de frango, bacon, embutidos, banha e laticínios integrais, é uma fonte perigosa de colesterol. Procure limitar seu consumo a 10% do total de gorduras. Prefira carnes magras e gorduras saudáveis, como as monoinsaturadas (azeite, nozes e amêndoas) e as poli-insaturadas (peixes de águas profundas).

Leia também:  Exame de sangue: jejum nem sempre é necessário

O exagero de óleos vegetais nos produtos refinados e multiprocessados também não é bem-vindo. “Pode induzir a inflamação nas artérias e degradar o colesterol”, alerta Gabriel Biancardi, cardiologista e nutrólogo do Hospital Nove de Julho, em São Paulo. Também fique longe das gorduras trans (gordura vegetal hidrogenada): “Elas fazem subir o mau colesterol e cair o bom (HDL).” Já frutas, verduras e legumes merecem lugar à mesa: suas fibras ajudam a derrubar o colesterol e seus antioxidantes impedem a degradação dele.

A seguir, veja os alimentos que ajudam a normalizar as taxas, segundo Gabriel Biancardi:

DivulgaçãoAveia

Rica em fibras, diminui a absorção do colesterol.

Dose: 2 colheres de sopa por dia.

Azeite extravirgem

Fonte da saudável gordura monoinsaturada.

Leia também:  Saiba qual a idade real do seu corpo

Dose: 2 colheres de sopa por dia.

Soja

Rica em fitoesteróis (componentes também encontrados em óleos vegetais e margarinas enriquecidas).

Dose: 25 g (ou 2 colheres de sopa) de proteína de soja ou 20 g de margarina com fitoesteróis por dia.

Sardinha (e outros peixes de águas profundas)

Fonte de ômega-3, diminui a formação de coágulos, que obstruem as artérias.

Dose: 1 porção 3 vezes por semana. Foto: Getty Images

Linhaça

Rica em ômega-3 (embora nem tanto quanto o óleo de peixe), ainda tem fibras e fitoesteróis.

Dose: 2 ou 3 colheres de sopa por dia.

Abacate

Ótima fonte de ácidos graxos mono e poli-insaturados.

Dose: 4 colheres de sopa 3 vezes por semana.

Chá verde, café e chocolate amargo

Contêm antioxidantes, que protegem contra a degradação do colesterol.

Leia também:  Quatro dicas para cuidar da pele dos cães durante o frio

Dose: 3 xícaras diárias dos dois primeiros e 30g do último.VINHO

Vinho tinto

Tem efeito anti-inflamatório. Além disso, o antioxidante resveratrol, presente na casca da uva, protege as artérias contra agressões.

Dose: 1 taça (120ml) por dia.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.