Os Servidores da Saúde devem entrar o ano de 2015 em greve no estado de Mato Grosso – MT. A votação do indicativo de greve da categoria aconteceu ontem (22) e ficou definido para o dia 13 de janeiro. Além das melhorias da falta de estrutura, como de insumos, materiais e medicamentos, a realização de um concurso público da Saúde também aparece em meio às reivindicações.

A greve é uma forma dos servidores reivindicar e buscar uma resposta às sinalizações de descaso com a área da saúde no Estado.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde e do Meio Ambiente de Mato Grosso (Sisma-MT), Oscarlino Alves, um encaminhamento já foi preparado ao novo gestor da pasta, Marco Aurélio Bertúlio, que é servidor de carreira da Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Leia também:  Governo do estado inaugura 22 km de estradas em Jaciara e Juscimeira

“No mês passado, Bertúlio já havia se reunido com a direção do Sisma, onde afirmou que ainda não é possível afirmar um cronograma de trabalho na pasta. Porém, ressaltou que conhece as condições degradantes de trabalho no serviço público de Saúde e já estuda alternativas” explica Alves a um site de notícias do estado.

Essa pode ser a primeira paralisação da gestão de Pedro Taques, que assume o executivo no próximo dia 1° de janeiro. Mesmo com poucos dias de trabalho da nova gestão da pasta, o movimento pretende sinalizar o descontentamento dos trabalhadores.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.