Parece que a ideia do futuro governador Pedro Taques (PDT) em fundir algumas secretarias como forma de ‘enxugar’ a máquina não tem agradado muito e ele pode começar o mandato já sob pressão.

Esta semana ele recebeu uma carta dos gestores municipais de Assistência Social do Estado se colocando contra a fusão da Secretaria de Trabalho, Emprego e Assistência com a de Esporte e Lazer.

Após a posse Taques deverá ficar encurralado, já que essa foi uma das promessas de campanha.

Advertisements
Leia também:  Suelme confirma saída do PSB

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.