O governador eleito Pedro Taques (PDT) decidiu que irá usar apenas o brasão e a bandeira de Mato Grosso como marca na sua gestão, que começará no dia 1º de janeiro de 2015. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (22) durante audiência pública, quando ele apresentou os resultados da atual gestão no Palácio Paiaguás, segundo a sua equipe de transição.

A atitude do governador eleito se cumprida à risca abre um precedente interessante e pode mudar alguns conceitos dentro da política mato-grossense. “A nossa administração não terá um símbolo próprio de Governo. Para mim, o mais importante que o Governo é o Estado. O Governo é temporal, ele acaba, mas Mato Grosso não terminará no próximo dia 31 de dezembro e nem se iniciará em janeiro de 2015. Não concordo que cada Governo tenha um símbolo. O símbolo do Estado de Mato Grosso é o brasão ou a bandeira”, disse.

Leia também:  Caldeirão do Huck confirma exibição do Papai Noel Pantaneiro

Taques ainda lembrou que a dispensa de logomarca faz parte de um conjunto de medidas que a nova administração estadual irá adotar para realizar as mudanças necessárias.

EM TEMPO

As cidades do Rio de Janeiro e São Paulo adotam como identificação visual os seus respectivos brasões, nestes dois municípios a utilização do brasão é obrigatória por lei.

page

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.