A novela Wanderlei Silva x Comissão Atlética de Nevada ganhou mais um capítulo nesta segunda-feira.  Segundo o site americano “MMA Junkie” o advogado do brasileiro, Ross Pearson, apelou aos tribunais americanos com um pedido de revisão da pena de seu cliente, dada pela NSAC em audiência no mês de setembro. Na oportunidade, o lutador foi banido de lutar no estado de Nevada por ter fugido de um teste antidoping surpresa em maio passado. Como as demais comissões atléticas dos EUA (e até mesmo de outros países) seguem as determinações de Nevada, o lutador está praticamente banido do esporte.

– Estamos apelando a um juiz para que ele ouça essa questão legal que recebeu pouca atenção da NSAC. Eles nem sequer abordaram o assunto, apenas disseram: “Moção negada”. Essa coisa toda foi simplesmente um grande tribunal desonesto e, agora, nós vamos conseguir uma audiência real. Essa decisão (da NSAC) foi premeditada. – declarou Pearson.

Leia também:  União vence e avança na série D

O advogado espera que Wand obtenha uma data para ser ouvido pelo tribunal em janeiro ou fevereiro, depois que a NSAC indicar que vai participar da revisão. Em seguida, ele irá apresentar um resumo para apoiar a petição, trazendo os argumentos do atleta contra o banimento e explicando, principalmente, que a comissão não tem autoridade para disciplinar o brasileiro, porque ele não tinha licença para lutar na época em que o teste surpresa foi solicitado.

O Combate.com tentou entrar em contato com a Comissão Atlética de Nevada e com o vice-procurador geral, Christopher Eccles, mas até o momento eles não responderam.

Wanderlei Silva anunciou a sua aposentadoria em setembro, dias antes da audiência da Comissão, em um vídeo divulgado nas redes sociais e no qual ele detonou o UFC. Desde então, ele tem divulgado diversos vídeos denunciando feitos da promoção e pedindo melhor tratamento aos lutadores. Sua última luta foi em março de 2013, contra Brian Stann, no Japão.

Leia também:  2ª Noitada de Boxe Olímpico acontece em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.