Já na 1ª semana do ano, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) oferece cerca de 40 treinamentos em diversos municípios mato-grossenses. Os mais procurados, como sempre, são os de Normas Regulamentadoras de Segurança e Saúde no Trabalho. Estão programados já para esta 1ª semana do ano, treinamentos sobre Espaço Confinado (NR 33), Trabalho em Altura (NR 35) e Segurança no Trabalho (NR 31.8 – Capacitação para Trabalhador com Agrotóxico).

Estes treinamentos acontecem em diversos municípios como Pedra Preta, Primavera do Leste, Gaúcha do Norte, Diamantino, Rondonópolis e vários outros. Para janeiro estão previstos mais de 200 treinamentos. Os interessados em se qualificar já neste início de ano devem procurar o sindicato rural de seu município. Nas cidades onde não há sindicatos é preciso procurar informações nas prefeituras para verificar o que está programado e se ainda há vagas.

Leia também:  Mato Grosso fica em 2º lugar no ranking de geração de empregos em todo o Brasil

Além destes, há também outros treinamentos que já estão em andamento nesta primeira semana do ano. Em Chapada dos Guimarães acontece o de Agente Sanitário em Saúde Animal. Já em Paranaíta está em andamento o de Produção Caseira de Derivados de Milho e para os produtores de leite, o treinamento de beneficiamento do produto acontece nesta semana em São Felix do Araguaia.

Ainda nesta segunda-feira (5) também começa o treinamento de recuperação de mata ciliares e áreas de preservação permanente em Alto Araguaia e vários de Relacionamento Interpessoal. Destes, um será em Barra do Bugres, outro em Diamantino e também haverá turmas em Paranaíta.

O Senar-MT faz parte de um conjunto de entidades que formam o Sistema Famato e dão suporte para o desenvolvimento sustentável do agronegócio. É formado ainda pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) e pelos 87 sindicatos rurais do Estado.

Leia também:  Cuiabá | Agência do Banco do Brasil se nega abrir conta para deficiente visual e terá que indenizá-lo com R$ 20 mil
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.