O atentado que acabou com o incêndio de um ônibus, na noite desta segunda-feira (26), no bairro Pedra 90, em Cuiabá, segundo passageiros que foram obrigados a descer do veículo, foi praticado por três homens, sendo um deles armado, até agora não tem suspeitos e nem quais teriam sido os motivos para o ato.

O ataque ao coletivo em um bairro populoso em que bandidos utilizaram armas para obrigar os passageiros a abandonarem o veículo, mas parece um recado do mundo do crime as declarações do Secretário de Estado de Segurança Pública, o promotor de Justiça Mauro Zaque, que há menos de dez dias declarou à imprensa que os bandidos não teriam mais vez, “A partir de agora, bandido não terá vez em Mato Grosso. A nossa política é de tolerância zero contra marginal”.

“O marginal não irá ter vez, ou espaço, no nosso Estado. É tolerância zero”

Para que as declarações do secretário não sejam apenas ações de marketing e a ação dos bandidos sem a pronta resposta da secretaria de Segurança Pública não se tornem uma porta aberta para o crescente da criminalidade os bandidos responsáveis pela ação devem ser presos e apresentados a população o mais rápido possível.

Leia também:  Valtenir ataca e bloqueia 'diretórios' em MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.