O número de afogamentos em lagos, represas e rios no entorno da região Sul de Mato Grosso reduziu 45,8% de 2013 para 2014. Os dados são do 3º Batalhão do Corpo de Bombeiros e apontam que, de janeiro a dezembro de 2013, foram registradas 24 ocorrências contra 11 no mesmo período de 2014. Na maioria dos casos, segundo os militares, as vítimas são homens.

De acordo com o tenente do Corpo de Bombeiros e chefe da sessão operacional, Lucas de Souza Brito, mesmo com a queda, este número ainda é alto.

“O interessante é se fosse zero. Mas a meta é diminuir a cada ano este número”, disse ele.

Leia também:  Exportação cai 65% em julho em Rondonópolis

O tenente ainda reforça que as pessoas têm que tomar alguns cuidados imprescindíveis para quem for em balneários ou rio.

“Nós orientamos as pessoas procurarem locais privados, pois eles são obrigados a ter os guardiões de piscina. Já em rios ou cachoeiras não existe isso. Esta é a 1ª prevenção”, afirmou Brito.

Contudo outros cuidados como não mergulhar após uma refeição, não ir em locais desconhecidos e principalmente não ingerir bebida alcoólica.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.