O presidente do UFC Dana White já sonhou com algumas superlutas entre atletas de pesos diferentes em sua organização, como um possível combate entre o ex-campeão dos médios Anderson Silva e o atual campeão dos meio-pesados Jon Jones. Apesar do entusiasmo do chefão do UFC, a ideia nunca saiu do papel – Jones já declarou que não quer enfrentar o brasileiro. Mas a possibilidade de uma superluta agradou outro campeão brasileiro do UFC: José Aldo.

Só que o combate não seria com outro lutador do UFC, mas sim com Patrício Pitbull, campeão do Bellator na categoria dos penas, a mesma de Aldo. Os dois atletas se entrevistaram através da revista Tatame, e discutiram a possível luta entre os assuntos abordados.

Leia também:  Cuiabá Arsenal encara último rival da 1ª fase do brasileiro

“Seria uma grande luta. Somos ambos lutadores agressivos, somos os melhores penas no mundo. Os campeões, os donos dos títulos. Seria uma grande luta, sem dúvida”, opinou Aldo à publicação.

“Acho que sou o único cara que pode fazer uma luta parelha com você”, afirmou Pitbull. “Nós sabemos que o Chad Mendes também, mas acho que eu posso fazer melhor e talvez trazer a vitória para minha equipe. Mas, é claro, eu sei que você me machucaria bastante. Mas eu também vou machucar você”, brincou.

“Eu acho que o MMA ganharia muito com essa luta. Se ela não acontecer, seria uma grande perda para o esporte. Seria como Floyd Mayweather contra Manny Pacquiao nunca acontecendo. Será uma guerra, com certeza”, completou Pitbull.

Leia também:  Alto Araguaia será representada por quatro tenistas na Copa das Federações em MG

Apesar da troca de elogios e da vontade dos lutadores pela luta, o UFC e o Bellator são organizações rivais e nunca tiveram atletas se enfrentando como no formato pensado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.