Foto: reprodução
Foto: reprodução

Morreu na tarde deste sábado (24), aos 89 anos, Maria Dealla Costa. A atriz estava internada no hospital Samaritano, em Botafogo, no Rio de Janeiro. Ela teve um edema pulmonar agudo.

Considerada uma das mais talentosas do teatro brasileiro, Maria iniciu sua carreira de atriz aos 18 anos de idade. Em 1944, Della Costa interpretou papéis em obras como Anjo Negro, de Nelson Rodrigues, Prostituta Respeitosa, de Sartre, Ralé, de Gorki, entre outras.

Quatro anos depois, ao lado de seu segundo marido, Sandro Pollon, a atriz fundou o Teatro Popular de Arte no Rio e Janeiro. O local deu origem à Companhia Maria Della Costa, localizada em São Paulo, uma referência pra lá de preciosa do bom teatro brasileiro.

Leia também:  Rico e Lázaro | Belsazar zomba do sumiço do rei e Amitis lhe acerta um tapa
Foto: reprodução
Foto: reprodução

​Em 1954, inaugurou sua própria casa de espetáculos, o teatro Maria Della Costa, em São Paulo, projetado pelos arquitetos Oscar Niemayer e Lúcios Costa.

Com experiência e uma rica bagagem nos tablados, Maria Della Costa foi também responsável por lançar grandes nomes do teatro, como Fernanda Montenegro, Sérgio Britto, Ney Latorraca.

A última aparecição da atriz no teatro foi em 1992, na peça Típico Romântico. Na TV, particiou da novela Brasileiros e Brasileiras, no SBT.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.