Para testar a boa fase, o Basquete Cearense recebe o Mogi das Cruzes, que não vive bom momento, nesta quarta-feira (14) no ginásio Paulo Sarasate, na Capital cearense. A partida corresponde ao jogo adiado da sétima rodada do Novo Basquete Brasil (NBB), por isso, os dois times sofrerão com ausências de atletas. A bola sobe para a disputa às 20 horas (horário local).

Por ser um jogo adiado, a equipe do técnico Alberto Bial estará desfalcada do pivô paraguaio Guillermo Araujo, recém-contratado que disputou apenas uma partida e anotou 15 pontos pela competição. Com duas vitórias seguidas (contra Liga Sorocabana e Uberlândia) em casa, Bial e companhia querem mostrar que a fase é boa em Fortaleza. O time soma apenas quatro vitórias em 14 jogos no NBB e quer ir mais longe. Para o duelo, além da ausência do paraguaio, o Basquete Cearense pode perder também o ala/pivô Érick Camilo, que se contundiu contra o Uberlândia.

Leia também:  1ª Paraolimpíada deve contar com 139 alunos em Rondonópolis

– Sabemos da força do adversário, que vem de três derrotas. Espero que todos os nossos atletas estejam em condições. O Erick é muito difícil, o tornozelo está muito inchado. O Araújo, por ser um jogo adiado, não tem condições. Esperamos continuar subindo na tabela. A gente se sente muito bem quando é recompensado por um trabalho duro, difícil, mas compromissado – explicou Alberto Bial.

Para a partida desta quarta-feira, o técnico Paco García segue sem contar com dois jogadores que já vêm desfalcando o time nas últimas rodadas: o armador Gustavinho continua tratando um problema na coluna e ainda não tem data certa para voltar, e o ala Pedro Macedo se recupera de um edema ósseo no pé esquerdo e deve retornar aos treinos na próxima semana. O armador Alexandre Pinheiro também não poderá atuar porque o jogo entre Mogi e Basquete Cearense é adiado da sétima rodada, que seria disputada em novembro. Alexandre foi contratado em dezembro, por isso não pode entrar em quadra.

Leia também:  Seleção brasileira fica no Grupo E estreando o primeiro jogo contra Suíça

– O Basquete Cearense é um time mais forte do que mostra a tabela. Precisamos ter ambição para fazer um jogo intenso. Os últimos dois jogos que fizemos em Fortaleza nas últimas temporadas foram decididos apenas na última bola. O primeiro nós ganhamos, e o segundo perdemos com uma cesta do Felipe no final. Agora nós precisamos de um bom resultado para ter mais tranquilidade na classificação. Temos que fechar o primeiro turno com um saldo positivo de vitórias – disse o técnico Paco García.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.