Um casal acusado de tráfico de drogas foi preso pela Polícia Judiciária Civil, ontem (27), em Itiquira, dentro da operação “Actio Auctoritatis”, que busca intensificar as investigações de crimes de tráfico de drogas e roubos no Estado de Mato Grosso.

A ação da Polícia Civil integra o plano operacional da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), para os primeiros 100 dias do ano de 2015, com o objetivo de diminuir os índices de criminalidade no Estado de Mato Grosso.

O casal, Jessica Maria da Silva, conhecida por “Baianinha” e José Aparecido da Silva, o “Xuxa”, segundo a Polícia Civil de Itiquira, estava há pouco tempo na cidade e já era investigado por suspeita de estar mantendo uma “boca de fumo”. Os dois foram autuados por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Leia também:  Polícia resgata cinco menores e prende casal por abuso e maus tratos em Cuiabá

A mulher foi presa na MT 370, com 20 porções de cocaína, que já estavam separadas em porções individuais para comercialização. Ela foi autuada em flagrante depois de uma denúncia na Delegacia de Polícia. A droga estava acondicionada no corpo da suspeita.

Na Delegacia, a presa contou que buscou o entorpecente em Rondonópolis a pedido do companheiro José Aparecido da Silva, o “Xuxa”, que forneceu o dinheiro para comprar a droga e aguardava a chegada dela na residência dos dois.

Diante das informações, os policiais conseguiram prender o suspeito na casa e apreenderam diversos objetos destinados ao preparo e separação de drogas com resquícios de entorpecente como faca, sacola plástica picotadas, tesouras, pino, além de um cartão bolsa família cadastrado em nome de uma usuária de entorpecente que foi localizada e confessou ter adquirido o produto do casal.

Leia também:  Carro capota depois de ser atingido por veículo em cruzamento no centro de Rondonópolis

No mesmo local, a há cerca de 1 mês a Polícia Judiciária Civil fechou uma boca de fumo que funcionava e prendeu os dois suspeitos de terem participado da morte do 3° Sargento da Polícia Militar, Aelson Alves de Souza.

Participaram da operação o investigador Valdemer, o escrivão Diego, sob a coordenação do delegado Santiago Rozendo Sanches e Silva.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.