tamiris de lizA velocidade precisa ser aliada de corredoras como Tamiris de Liz. A jovem de Joinville ganhou o noticiário do país em 2012, quando ganhou a medalha de bronze nos 100m do Mundial Juvenil de Atletismo daquele ano. Quase três anos depois, o amadurecimento é notável.  Aos 19 anos, a jovem optou por voltar o Brasil, onde mantém seus treinamentos em São Paulo.

Ao lado das velocistas de elite, Rosângela Santos e Evelyn dos Santos, Tamiris foi mandada para morar nos Estados Unidos, onde treinava na Universidade de Miami sob a supervisão da técnica americana Amy Deem. No entanto, voltou oito meses depois por não se adaptar ao novo treinamento.

Leia também:  União tem estreia contra o Dom Bosco confirmada

– O estilo de treino era muito diferente do que eu estava acostumada a fazer. Considero mais forte o ritmo de treino aqui do Brasil. Lá passavam algumas coisas que eu não estou acostumada. Acho que o fator (para voltar) foi o pouco treino. Aqui estava acostumada a treinar um pouco mais. Foi isso que pesou – disse Tamiris.

Natural de Joinville, Tamiris agora está treinando com o técnico Vitor Fernandes, em São Paulo. Na semana passada, participou ao lado de outras 11 atletas do camping do revezamento 4x100m, esperança de medalha do atletismo brasileiro neste ciclo. O trabalho foi realizado no Rio de Janeiro. Para o corpo técnico brasileiro, a jovem velocista ainda tem tempo de evolução e, não se firmando para 2016, é um nome a ser lapidado para os Jogos Olímpicos de 2020.

Leia também:  MT fatura ouro e prata na luta olímpica dos Jogos Escolares

– Eu cresci bastante. Evoluí. A cabeça também está mudando muito. Mudei muita coisa no corpo. Estou bem diferente. Se pegar foto dá para notar uma diferença. A cabeça está em outro patamar. Além de foco, determinação e outras coisas que você vai aprendendo com as meninas da seleção – disse.

Tamiris foi revelada nos Jogos Escolares da Juventude e sempre chamou atenção pelos bons resultados desde muito nova. Desde os 15 anos competia em alto nível ao lado de profissionais. Ela ficou conhecida pelo apelido de ”Filha do Vento”.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.