Servidores públicos municipais entraram em greve nesta sexta-feira (30), em Rondonópolis. Nesta manhã, os funcionários se concentraram em frente ao Paço Municipal, onde protestaram por reajuste salarial e por melhores condições de trabalho.

Servidores municipais deflagram greve em 48h

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sispmur), Rubens Paulo, o objetivo do ato de repúdio é chamar a atenção da comunidade. Segundo o presidente, a greve que iniciou hoje só será encerrada após ser atendido todas as reivindicações.

Presidente da Sispmur, Rubens Paulo - Foto: Ricardo Costa / AGORA MT
Presidente da Sispmur, Rubens Paulo – Foto: Ricardo Costa / AGORA MT

“O estopim da greve não é apenas o aumento de 19%, os outros itens, talvez venham primeiro do que a questão salarial. Só vamos encerrar a greve assim que acatar nossas reivindicações e depois virar lei,” disse o presidente.

Leia também:  Dia dos Namorados deve movimentar comércio de Rondonópolis

Segundo Rubens Paulo, os servidores de todos os setores aderiram à greve. “Funcionários da Saúde, Educação, do Paço Municipal, Esporte e Obras, todos os setores entraram em greve, é um movimento forte, eu não via a Coder parar há muito tempo, isso mostra o descontentamento do servidor,” declarou.

Durante a manhã desta sexta-feira (30) está sendo realizada uma reunião, na sala anexa ao gabinete do prefeito, para discutir as reivindicações feitas pelos servidores. Da reunião participam o prefeito, Percival Muniz, o vice, Rogério Salles, o presidente do Sispmur, Rubens Paulo, representantes do legislativo e  sociedade civil.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.