Entre fãs e especialistas, é quase unânime afirmar que Fernando Alonso fez “milagres” durante o período em que esteve à frente da Ferrari. Tido como um dos mais completos do grid, o espanhol sofreu com a falta de competitividade da escuderia italiana mas, mesmo assim, conseguiu chegar bem perto do título em duas ocasiões (2010 e 2012). No entanto, o ex-projetista Mauro Forghieri, campeão com o time de Maranello nos anos 1960 e 1970, acredita que o piloto, agora na McLaren, tem sim sua parcela de culpa pela falta de resultados.

– Se, ao longo de três ou quatro temporadas consecutivas, o carro apresenta os mesmos problemas, isso significa que você não está o desenvolvendo na direção correta, e isso é culpa do piloto. Alonso é um grande piloto de corridas, mas não é um bom piloto de testes – disparou Forghieri, em entrevista ao site italiano “Diario del Web”.

Leia também:  Richard Gama vence três e cai nas semifinais para líder

Nem mesmo os dados consistentes sobre a superioridade de Alonso em relação a seus companheiros na Ferrari (o brasileiro Felipe Massa, de 2010 a 2013, e o finlandês Kimi Raikkonen, em 2014) fizeram o antigo projetista mudar de ideia. Questionado sobre o que não funcionou durante a passagem do espanhol por Maranello, Forghieri, atualmente aos 80 anos, foi categórico:

– Todos os anos, quando ele analisava o carro pela primeira vez, dizia que estava tudo perfeito. E depois de alguns meses começava a reclamar. Um verdadeiro campeão é aquele capaz de gerenciar a equipe. O problema da Ferrari nas últimas temporadas foi que não tivemos um outro Schumacher – polemizou.

Em 2015, Fernando Alonso pilotará pela McLaren, equipe pela qual teve uma atribulada passagem em 2007. O lugar do espanhol na Ferrari foi ocupado pelo alemão Sebastian Vettel, que conquistou quatro títulos mundiais consecutivos com a RBR, mas não teve um bom ano em 2014. O novo carro da Ferrari foi apresentado na sexta-feira e fará sua estreia nas pistas neste domingo, com o início dos testes da pré-temporada em Jerez de la Frontera, na Espanha.

Leia também:  Brasil vence a Holanda e tem desafio mortal contra os Estados Unidos
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.