A Ferrari poderá sofrer um prejuízo de R$ 70 milhões com a falência da equipe Marussia na Fórmula 1, segundo o jornal inglês “The Telegraph”. A McLaren também seria afetada, sofrendo um calote de quase R$ 30 milhões.

A Ferrari forneceu os motores para a pequena equipe na última temporada, enquanto a escuderia inglesa tinha um acordo de parceria técnica com a Marussia.

Para levantar fundos, a equipe começou a leiloar peças e uniformes de funcionários e até carros de corrida, sem motor, para saldar parte das dívidas. O americano Gene Haas, cuja escuderia deverá estrear na F1 em 2016, adquiriu, em leilão, a fábrica europeia da extinta escuderia.

A Marussia, que conquistou apenas dois pontos em seus três anos na F1, interrompeu os pagamentos no início de novembro, mesma época em que saiu da categoria – a escuderia perdeu as três ultimas corridas do ano, pouco depois de ver Jules Bianchi, um de seus pilotos, entrar em coma após um grave acidente no GP do Japão.

Leia também:  Cuiabá vence Luverdense e se classifica para semifinal no sub-17
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.