Ata assinada pelo presidente do Sispmur - Foto: assessoria
Ata assinada pelo presidente do Sispmur – Foto: assessoria

A Secretaria Municipal de Educação lamenta a aprovação da greve pelos servidores públicos municipais e destaca que o processo para a discussão das normativas, que é uma das reivindicações que resultou na greve, contou com a participação de representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur), inclusive com a do presidente Rubens Paulo, em todas as reuniões realizadas de 3 a 6 de novembro, na Secretaria Municipal de Educação.

Vale ressaltar que consta em ata o reconhecimento de Rubens a respeito da composição do grupo e a aprovação do Sindicato no que diz respeito aos itens discutidos. Na página 51 do livro ata, na ata de número 25 está registrado: “Rubens registra que não concorda com muitos pontos que foram prejudiciais, contudo, consensuamos para não ficar pior e amenizar esse corte pessoal, pois a comissão é partidária e o voto minerva é da secretaria”.

Leia também:  Manifestantes vão pra frente de empresa de Ministro, mas se negam dialogar

A comissão discutiu o calendário do ano letivo de 2015, período de matrículas, critérios para a escolha das vagas para a educação infantil, formação das turmas desde a creche até a Educação de Jovens e Adultos (EJA), remoção e atribuição dos profissionais, contagem de pontos, readaptação de função, organização das escolas indígenas, com a missão de trabalhar com base no orçamento previsto para a pasta em 2015. Nos registros apenas um assunto discutido não contou com o consenso dos presentes, o de número de alunos por turma.

Durante os três dias, a comissão composta por representantes do Sispmur, Rubens Oliveira Paulo; Consede, Izabel Cavalcante Ferreira, Adesmur, com diretora do Ensino Fundamental, Gilda Aparecida Alves Tabory, e do Ensino Infantil, Letícia Dantas de Amorim, docente de Ensino Fundamental, Maria Leda Dantas Fortunato, docente da Educação Infantil, Neide Rossi, e Escolas do Campo, César Ney Arruda. Assim como membros designados pela Secretaria Municipal de Educação com representantes do departamento de Gestão de Pessoas, Marlides Ferreira da Conceição e Ângela Maria de Oliveira Sebatini, departamento de Gestão Escolar, Renato Prochnow, departamento de Gestão Administrativa e Financeira, Isabel Cristina Borges Leal Rosseti, departamento de Gestão do Ensino Fundamental, Marisa Inês Brescovici Araújo, departamento de Gestão do Ensino Infantil, Maria Sueli Bonfim, divisão de Formação Educacional, Aureny Gomes Coelho Figueiredo e presidente da comissão, Maria Lúcia da Silva discutiram exaustivamente os assuntos como consta em ata.

Leia também:  Entidades se reúnem para discutir o comércio ilegal

Diante da solicitação do Sispmur encaminhada para a revisão das normativas sobre a lotação das auxiliares de higienização e Auxiliares de Serviços Gerais (ASDs), com encaminhamento dos ofícios 253 e 255 do sindicato, a comissão se reuniu mais uma vez no dia 24 de novembro, como consta na ata número 26 de 2014. Desta vez, sem representantes do Sispmur, que não compareceram à reunião. Na oportunidade, foi rediscutida e aprovada a nova lotação para as auxiliares de higienização encerrando os trabalhos da comissão no ano.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.