Após Flamengo e São José sofrerem um pouco, mas avançarem na Liga das Américas 2015, a partir desta sexta-feira será a vez de o Paulistano encarar as pedreiras da cobiçada competição continental. Atual vice-campeão do NBB, mas em fase irregular na temporada 2014/2015, o time paulista faz parte do Grupo C, cuja sede é Corrientes, na Argentina, e terá como seu primeiro adversário o Halcones Rojos, do México, às 20h30 (de Brasília). Neste sábado, os rivais serão os donos da casa, o Regatas Corrientes. Já no domingo, o time da capital paulista enfrentará o Marinos de Anzoategui, da Venezuela.

– É um torneio muito difícil, que reúne as principais equipes das Américas. Esperamos muita dificuldade e jogos muito duros. Mas o nosso time está pronto. Estamos crescendo na hora certa. Vamos entrar muito concentrados, com muita motivação e força – afirmou o ala-pivô Pilar.

Pesa contra o Paulistano neste início de temporada a campanha irregular da equipe neste NBB 7. Após 19 rodadas, ela é apenas a nona colocada, com nove vitórias e dez derrotas (47,4% de aproveitamento). Esperava-se muito mais dos comandados do técnico Gustavo de Conti, mas o grupo acredita que é possível separar as duas competições.

– São dois campeonatos diferentes, inclusive na forma de disputa. O NBB é longo, e ainda temos todas as condições de nos classificarmos aos playoffs entre os quatro primeiros (que garantem vaga direta nas quartas de final). Quando começar a próxima fase, será um outro campeonato, e já provamos isso na temporada passada – disse Pilar.

Leia também:  Avengers e Ki-Modelo disputam final de basquete nesta sexta

Assim como aconteceu na campanha do vice-campeonato do NBB 6, a grande marca do Paulistano é a sua respeitada força defensiva. Mas além de defender no limite da falta, o time de Gustavinho também conta com finalizadores de qualidade, com destaque para os endiabrados americanos Kenny Dawkins (armador) e Desmond Holloway (ala). O brilho até agora não é o mesmo de 2014, mas a Liga das Américas e, mais para frente o próprio NBB, podem provar que a fórmula ainda é bastante eficiente.

– O nosso rendimento desde o ano passado só mostra que temos todas as condições de voltarmos classificados da Argentina. Nossa comissão técnica está analisando tudo dos três times e ainda vamos ver mais vídeos para termos mais detalhes do que fazer em quadra. Uma reação no NBB é perfeitamente possível. Mas agora o nosso foco é a Liga das Américas – acrescentou Pilar.

Leia também:  Cuiabá Arsenal faz vaquinha para viajar à semifinal no Nordeste

Na primeira fase da Liga Américas, os 16 times foram divididos em quatro grupos com quatro times cada, que se enfrentam dentro da própria chave em uma sede única e em três dias seguidas. Os dois melhores avançam à segunda fase. Além de Paulistano, São José, que passou em segundo lugar do Grupo A, e Flamengo, que ficou em primeiro do Grupo B, o Bauru, que vai estrear no dia 6 de fevereiro, na Colômbia, é o outro representante brasileiro.

halcones Rojos

Atuais campeões mexicanos, os Halcones Rojos contam com cinco jogadores da seleção mexicana (Cortes, Gutierrez, Benitez, Gonzalez e Ramos). É um time forte fisicamente, mas que tem um jogo rápido de transição. Dois porto-riquenhos também são fundamentais para o sucesso da equipe de Veracruz, o treinador Eddie Casiano e o armador David Huertas. O time é o grande rival do Halcones Xalapas, que chegou no Final Four da Liga das Américas do ano passado, perdeu a semifinal para o Pinheiros e acabou com a quarta posição na competição vencida pelo Flamengo.

regatas corrientes
Dono da casa, o time argentino é um dos mais tradicionais no cenário atual do continente. Em busca do bicampeonato da Liga das Américas, após a conquista em 2011, o atual vice-campeão nacional chega com pinta de favorito no Grupo C. O treinador Nicolás Casalánguida tem à sua disposição dois experientes americanos que podem fazer a diferença: Sommerville e Rollins. Dentro de quadra, quem dita o ritmo dos hermanos é o experiente armador Paolo Quinteros, de 36 anos, que foi medalhista de bronze olímpico em Pequim 2008 e esteve presente em outras importantes competições com a seleção argentina.

Leia também:  Judoca brasileira vence adversária com 11 segundos e se torna a bicampeã mundial

marinos de anzoategui

Tradicional time da Venezuela, o Marinos tem como principal destaque o veterano armador venezuelano Oscar Torres. Aos 38 anos, ele ainda segue jogando em bom nível e, a despeito da idade avançada, ele consegue fazer o time treinado pelo argentino Fernando Duro jogar em boa velocidade. Assim como a grande maioria dos clubes de ponta da Liga das Américas, o Marinos também conta com americanos perigosos: o trio formado por Harper, Thomas e Rodgers.

tabela de jogos do grupo c, em Corrientes*

Sexta-feira (dia 30/1)
20h30 – Halcones x Paulistano
22h45 – Regatas x Marinos

Sábado (dia 31/1)
20h30 – Halcones x Marinos
22h45 – Paulistano x Regatas – SporTV

Domingo (1/2)
20h30 – Marinos x Paulistano – SporTV
22h45 – Regatas x Halcones

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.