Uma denúncia feita por uma médica que atende a um Posto de Saúde da Família (PSF) em Rondonópolis deixa um alerta a população. Segundo ela, um exame para um oftalmologista pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na cidade chega a demorar um ano para ser marcada.

A clínica que não quis se identificar, afirmou que para os pacientes que vão até o PSF fazer o 1º atendimento e que o caso pode ser grave, ela mesmo os indica que procurem um médico particular e paguem pela consulta. “Esperar um ano por uma consulta para avaliação pode custar a visão de uma pessoa para a vida toda” afirmou.

Segundo a assessoria da Secretaria de Saúde, realmente há uma lista de espera no município, pois apenas um especialista é quem atende o Ceadas que engloba Rondonópolis e mais 17 municípios, o Hospital Regional, e ainda ele faz cirurgias e também faz atendimento pelo Olhar Brasil que é um programa para atender alunas de escolas públicas com problemas visuais.

Leia também:  Alunos da UFMT de Rondonópolis visitam Arquivo Público de Mato Grosso

A assessoria afirmou ainda que existe uma vaga para a contratação de um médico há mais de um ano, mas não há profissionais interessados e que por isso a saída é realizar mutirões de cirurgias como foi realizado no ano passado com pacientes levados até Cuiabá. Este ano um novo mutirão deve ser realizado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.