O Mixto protocolou nesta quinta-feira um ofício na Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) em que pedia o adiamento da primeira rodada do Campeonato Mato-grossense. O clube alegou que a falta de definição de onde seria o jogo, aliado a dificuldade em regularizar os atletas, após a mudança no sistema da CBF, estavam atrapalhando o planejamento do clube. A FMF confirmou que recebeu a solicitação, prontamente negada pelo presidente em exercício, Helmute Lawisch.

– A rodada nunca foi alterada, só tivemos esse problema na Arena Pantanal e que já foi sanada. Ela está liberada para a abertura e os jogos estão mantidos – disse Lawisch, por telefone.

O Mixto está com dificuldades de regularizar os atletas, principalmente os que vieram do 3 de Febrero, do Paraguai, que já estão descartados para a estreia. Os jogadores com transferências nacionais, porém, devem estar aptos para entrar em campo. A CBF mudou alguns termos para regularizar os jogadores no BID (Boletim Informativo Diário), o que tem dificultado os clubes.

Leia também:  Academia e União vão disputar o Estadual Sub-17

A diretoria do Tigre também argumentou que a indefinição do local do jogo atrapalhou os planos de divulgar o local da partida aos torcedores, assim como os treinamentos. Se o jogo fosse disputado no estádio Presidente Dutra, por exemplo, a tática seria diferente já que as dimensões do gramado e a qualidade da grama são diferentes.

Com isso, o Mixto corre para aprontar a documentação para que o treinador Márcio Marolla possa escalar o time. A estreia no Mato-grossense será neste domingo, contra o Operário, na Arena Pantanal, às 18h.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.