A Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), da Polícia Judiciária Civil (PJC), finalizou o inquérito policial do atropelamento do menino Andrey De Lara Cruz Fiqueiredo, 13 anos, ocorrido no dia 14 de dezembro de 2013, no bairro Chácara dos Pinheiros. O menino estava sentado na calçada em frente à casa quando foi atingido por veículo Celta preto. O carro foi abandonado e depois incendiando por populares revoltados com o acidente.

O suspeito Rafael Terrabuio Moreira, 26 anos, foi indiciado por homicídio no trânsito, fuga de local e omissão de socorro. Ele foi interrogado nesta semana e confessou que estava em uma festa de confraternização na localidade, mas negou que ingeriu bebida alcoólica.

Leia também:  Jovem é baleado e morto dentro de bar em Paranatinga

O autor do acidente contou que por volta das 16h do dia do crime, saiu da festa, que ocorria em uma chácara, dirigindo um veículo Celta, cor preta, e que seu celular estava carregando no carro e teria vibrado. Ao pegar o celular, deixou o aparelho cair e quando foi pegar sentiu a colisão. Ele também disse que saiu imediatamente do carro entregando o telefone para um homem que tinha saído de dentro da casa, para que pedisse socorro. A pessoa era o pai do menino que ouviu o barulho do choque do carro com o meio fio.

O condutor do carro disse que deixou o local por medo de ser linchado. Ele compareceu à Delegacia na presença de um advogado.

Leia também:  Ex-vereadora e marido são encontrados mortos em sítio

O inquérito policial foi concluído pelo delegado Romildo Grota e será encaminhado ao Fórum de Cuiabá até esta sexta-feira (30). Conforme o delegado, 15 inquéritos de delitos no trânsito foram finalizados neste mês de janeiro, sendo três de mortes e os demais de embriaguez.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.