Um ditado americano famoso diz que “lendas nunca morrem”, e isso se comprova quando se fala em Dan Henderson. Mesmo vivendo fase ruim desde seu retorno ao UFC, em 2011, o ex-campeão do Pride e do Strikeforce segue em posições de destaque nos cards da companhia e ainda é um dos lutadores mais requisitados pelos fãs. Neste sábado, “Hendo” faz o coevento principal do “UFC: Gustafsson x Johnson”, em Estocolmo, contra Gegard Mousasi – como ele, ex-detentor do cinturão no Strikeforce e veterano com passagem pelo Pride – e sabe que mais uma derrota pode desvalorizar seu status. Por outro lado, ele está acostumado com a pressão.

– É outra grande luta, mas todas têm sido grandes lutas para mim nos últimos cinco anos. Elas não ficam pequenas e não quero que fiquem pequenas. Estou empolgado em sentir a energia dos fãs suecos que estarão aqui. Eu lutei wrestling aqui na Suécia há muitos anos atrás e faz muito tempo. Será uma sensação diferente. Mas é só mais uma luta para a qual tenho de estar preparado e preciso vencer – afirma Dan Henderson.

Leia também:  José Aldo terá a revanche pelo cinturão contra o atual campeão Max Holloway

O veterano de 44 anos de idade perdeu quatro de suas últimas cinco lutas – desde que retornou ao UFC, só derrotou Maurício Shogun, duas vezes – e optou por descer de peso, voltando ao peso-médio (até 84kg), categoria na qual foi campeão do Pride. Treinador de jiu-jítsu de Henderson, o brasileiro Ricardo “Pantcho” Feliciano vê o americano bem adaptado e pronto para lutar novamente na divisão.

– Ele está se comportando bem. O que mudou é que ele arrumou uma dieta boa, um pessoal que leva comida para ele. Ele está se alimentando bem durante os treinos. O peso dele não muda muito. Quando ele lutou com o Daniel Cormier, depois de beber água e comer, ele estava com 198lb (89,8kg). Ele deve ter que baixar agora uns 5lb (2,26kg), vem baixando desde o Dia de Ação de Graças, quando estava com 205lb (93kg). Ele está tranquilo, treinando bem, comendo bem, descansando – contou Feliciano.

Leia também:  União vence e assume liderança da Copa FMF

Em boa ou má fase, como peso-médio ou meio-pesado, Henderson atrai fãs, e os suecos estarão na Tele2 Arena torcendo para que encaixe novamente a temida “Bomba H”, seu cruzado de direita que nocauteou, entre outros, Wanderlei Silva, Michael Bisping e Fedor Emelianenko, mas tem sido cada vez menos frequente em seus combates.

– É parte do que fiz nas minhas lutas, é natural que os fãs queiram ver de novo, e eu quero ver isso de novo também! Sei que não sou unidimensional, mas é bom ter esta reputação. Isso me ajuda a armar a situação para outras coisas que quero fazer nas lutas, com os caras sempre preocupados com uma só coisa, eles esquecem das outras armas que tenho – analisou Henderson.

Leia também:  União aposta em Ricardo para bater o Cuiabá

O Combate transmite o “UFC: Gustafsson x Johnson” ao vivo e com exclusividade a partir de 18h45 (horário de Brasília) no sábado. O Combate.com acompanha em Tempo Real, com vídeo ao vivo da primeira luta, entre Neil Seery e Chris Beal. Na sexta-feira, canal e site transmitem ao vivo a pesagem oficial do evento às 14h55. Confira o card completo:

UFC Suécia
24 de janeiro de 2015, em Estocolmo (SUE)
CARD PRINCIPAL
Peso-meio-pesado: Alexander Gustafsson x Anthony Johnson
Peso-médio: Dan Henderson x Gegard Mousasi
Peso-meio-pesado: Phil Davis x Ryan Bader
Peso-pena: Akira Corassani x Sam Sicilia
CARD PRELIMINAR
Peso-meio-médio: Nico Musoke x Albert Tumenov
Peso-meio-médio: Sultan Aliev x Kenny Robertson
Peso-pena: Andy Ogle x Makwan Amirkhani
Peso-meio-pesado: Nikita Krylov x Stanislav Nedkov
Peso-leve: Mairbek Taisumov x Anthony Christodoulou
Peso-pesado: Viktor Pesta x Konstantin Erokhin
Peso-pena: Paul Redmond x Mirsad Bektic
Peso-mosca: Neil Seery x Chris Beal

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.