Depois que Jon Jones foi flagrado em um exame antidoping supresa por uso de cocaína e anunciou sua internação em uma clínica de reabilitação, nesta terça-feira, a Reebok, principal patrocinador do UFC, emitiu um comunicado informando que vai apoiar o lutador durante o tratamento e que nada mudou no contrato exclusivo assinado com o campeão peso-meio-pesado do Ultimate.

“Nós elogiamos as medidas tomadas por Jon para resolver esse problema e vamos apoiá-lo no que for possível. O status de relacionamento de Jon com a Reebok não mudou”, declarou a empresa, segundo o site americano “MMA Junkie”.

O acordo entre a Reebok e Jones foi anunciado pelo próprio atleta no mês passado, logo após a companhia ter oficializado o patrocínio aos uniformes dos lutadores do UFC. Além de “Bones”, a empresa também patrocina os campeões Ronda Rousey, Anthony Pettis e o ex-campeão Johny Hendricks.

Leia também:  Torneio de tênis começa nesta quarta em Cuiabá

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.