Professora Lena Guedes diz que já viu Lindberg dando ordens - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Professora Lena Guedes diz que já viu Lindberg dando ordens – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

“Quantas vezes o vi começando reuniões e dando ordens”, foi com essas palavras que a vice-prefeita de Poxoréu, professora Lena Guedes (PT), falou sobre o inquérito civil instaurado pelo Ministério Público Estadual (MPE), que apura suposto ato de improbidade administrativa, cometida pela prefeita Jane Maria Sanches Lopes (PSD). De acordo com a promotoria local, existe indícios que Lindberg Ribeiro Nunes Rocha (marido de Jane e ex-prefeito da cidade), influencia e administra o município sem exercer qualquer função na Prefeitura.

Afastada há algum tempo, a vice, Lena Guedes afirmou ao Site AGORA MT que um dos motivos por ter se distanciado do Paço Municipal seria a presença e influencia de Lindberg no Executivo.

Leia também:  Pátio deve chamar Celson para ser interlocutor com a Câmara

“Eu prefiro ficar afastada, porque posso assinar alguma coisa errada então eu evito”, declarou.

O caso já virou motivo de chacota no município e a população aderiu um nome para atual administração. “Gestão Lindjane”.

Clique aqui e veja mais reportagens sobre Poxoréu 

O INQUÉRITO
O documento aponta que Lindberg dá ordens a funcionários, além de utilizar o carro oficial. Fato que veio a tona em 1º de Outubro de 2014, quando o ex-prefeito bateu a caminhonete do Executivo em uma D-20.

LEIA – Poxoréu | Ex-prefeito se envolve em acidente com carro oficial da prefeitura

Isso de acordo com o promotor Adriano Roberto, que instrui o inquérito, pode estar incorrendo no crime de usurpação do exercício de função pública. Crime previsto no artigo 328 do Código Penal Brasileiro, com pena de dois a cinco anos de reclusão e multa.

Leia também:  “Estão brincando com a cara do cidadão de Rondonópolis” diz Thiago Muniz sobre paralisação dos serviços da Santa Casa

ALVO
lindberg e jane sanches poxoreuJane que está no 1º mandato, já foi alvo do MPE por supostas irregularidades em um pregão realizado para contratar uma empresa no ramo de limpeza no valor de R$ 3,7 milhões. Além disso, ela foi recentemente condenada pelo Tribunal de Contas do Estado, a restituir o erário devido a irregularidades com despesas de hospedagem.

Leia Também – Poxoréu | Executivo se pronuncia após decisão do TCE

Já Lindberg que comandou a cidade durante quatro mandatos acabou sendo condenado por improbidade administrativa por utilizar dinheiro público para custear bolsa de estudos no exterior para o filho de um amigo.

Considerado inelegível, Lindberg lançou a candidatura da mulher em 2012, se elegendo a 1ª prefeita de Poxoréu.

Leia também:  Vereador atende comunidade do bairro Padre Lothar por meio do Gabinete Itinerante

Envie-nos fotos, vídeos sugestões de matérias e denúncias através do aplicativo WhatsApp do AGORA MT 66 8137-1114

OUTRO LADO

O Site AGORA MT tentou contato com a prefeita Jane Maria, contudo, os telefones estão desligados.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.