O preço da carne está ainda mais salgado em Rondonópolis. Um levantamento aponta que o filé mignon teve a maior alta em Mato Grosso – MT. Os dados são do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Entre dezembro (2014) e este mês (jan/2015), o filé mignon chegou o preço médio do quilo a R$ 38,19 (+12,02%), seguido da picanha, R$ 39,201 (+7,62%) e do contrafilé, R$ 25,42 (+5,80%).

Ainda conforme o levantamento o quilo da capa do contrafilé está saindo em média por R$ 14,09 (+5,36%); já o da fraldinha fica em torno de R$ 18,86 (+4,87%); lagarto R$ 18,53 (2,79%); acém R$ 11,60 (+2,69%); costela R$ 9,63 (+2,51%); alcatra R$ 24,10 (+2,44%); patinho R$ 19,10 (+2,29%).

Leia também:  Conta de luz deve ficar mais cara em agosto pelo aumento de tributos sobre diesel

Já em Rondonópolis o filé mignon pode ser encontrado por R$ 26,95 o quilo, a picanha R$ 29,95 e o contrafilé R$ 19,95.

O aumento dos preços pode estar ligado ao incremento das vendas ao exterior, com a consequentemente falta de produto no mercado interno e aumento da demanda. Segundo os economistas do Imea, Mato Grosso teve em dezembro um aumento de 29% no valor exportado em relação a novembro.

“Destaque para a Venezuela que, mesmo tendo problemas de abastecimento por causa da atual crise do petróleo (principal fonte de renda do país), representou, em valor, 45% da exportação de carne bovina mato-grossense”, é apontado no relatório.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.