A Secretaria Municipal de Habitação e Urbanismo informa que 500 nomes das pessoas cadastradas para financiar uma casa no Residencial André Maggi foram encaminhados para a Caixa Econômica Federal – CEF e estão sob a análise do órgão.

O secretário Municipal de Habitação e Urbanismo, Roberto Carlos Correa de Carvalho, explica que após análise a CEF poderá solicitar novo cadastro de pessoas para completar o número de aprovados, já que dos 500, alguns podem ser reprovados.

“O primeiro passo é aguardar a análise da CEF sobre a aprovação dos cadastrados e caso haja nova solicitação a Secretaria definirá as datas em que poderão ser feitos novos cadastros”, destaca Carvalho.

O secretário lembra que as casas do Residencial André Maggi são pela modalidade compra direta fase 2, e o futuro mutuário deve atender aos critérios desta modalidade. “Para fazer o cadastro as pessoas têm que receber de dois a quatro salários mínimos, não estar inadimplente, não possuir imóvel no nome e comprovar residência em Rondonópolis”, reforça.

Leia também:  Detran Rondonópolis atende de forma reduzida motoristas com CNH próximo ao vencimento

Além disso, é importante ressaltar que a Prefeitura tem somente responsabilidade em relação ao cadastramento das pessoas requerentes e que é a CEF quem define os nomes de quem vai adquirir as casas.

Caso haja nova solicitação da CEF para novos recadastramentos a Secretaria Municipal de Habitação e Urbanismo marcará uma data para que os interessados que atendem aos critérios da modalidade compra direta fase 2 façam o cadastramento.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.