A próxima edição do jornal satírico “Charlie Hebdo”, que deve ser lançada na quarta-feira (14) em mais de vinte países, será traduzida em cinco línguas, incluindo em árabe e turco, anunciou nesta terça-feira (13) o chefe de redação Gérard Biard.

Preparada pelos sobreviventes do ataque da semana passada, a revista será traduzida em inglês, espanhol e árabe para sua versão digital, bem como italiano e turco em sua versão de papel, indicou durante coletiva de imprensa em Paris. Sua tiragem será de três milhões de exemplares, contra 60 mil habitualmente.

A capa do próximo número do “Charlie Hebdo” traz a frase “Tudo está perdoado” e mostra um desenho do profeta Maomé com uma lágrima nos olhos, carregando um cartaz com a frase “Je suis Charlie”, lema das manifestações que lotaram as ruas da França no domingo, em homenagem às 17 vítimas dos atentados da semana passada em Paris.

Leia também:  Ataque em centro de reabilitação no México deixa 8 pessoas feridas e dezenas mortas

Gerard Biard, chefe de redação do semanário, disse que o Maomé apresentado na capa é “muito mais simpático que o empunhado pelos homens que dispararam”. O cartunista Luz, autor da imagem, disse que o Maomé apresentado “é, antes de tudo, um homem que chora”.

As principais organizações muçulmanas na França pediram calma a sua comunidade e apelaram para que ela evite as reações emocionais, diante do lançamento.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.