Caminhões parados no pátio da Coder - Foto: Messias Filho / AGORA MT
Caminhões parados no pátio da Coder – Foto: Messias Filho / AGORA MT

Os prestadores de serviços da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder)  que iniciaram uma paralisação ontem (2) realizaram uma manifestação em frente à sede do órgão na manhã deste sábado (3). Eles reivindicam a regularização do pagamento dos dois meses atrasados.

De acordo com o representante dos terceirizados, José Barreto, a manifestação dos prestadores de serviços não é a primeira. “O atraso no pagamento já havia ocorrido anteriormente, quando ficamos quatro meses sem receber.  Agora em janeiro estamos com salários de dois meses em atraso que eram para terem sido pagos no último dia 20, nós ficamos Natal e o feriado do Ano Novo sem dinheiro,” disse Barreto.

Leia também:  Receita Municipal informa que ITR deve ser declarado a partir do dia 14
O representante dos terceirizados da Coder, José Barreto  - Foto: Messias Filho / Agora MT
O representante dos terceirizados da Coder, José Barreto – Foto: Messias Filho / Agora MT

Segundo informou Barreto, ao todo são 19 caminhões que prestam serviços de transporte, tapa buraco, setor de limpeza, roçadeira, além de outros serviços de manutenção da cidade.

Sem salários, os terceirizados disseram que estão em atrasos com o pagamento de contas. “Eles não dão nenhuma explicação, nós temos contas de luz, água, combustível, alimentação para pagar. Nós não temos dinheiro, não temos mais credibilidade,” disse um dos prestadores de serviços.

Para Barreto, a regularização do pagamento é um direito do trabalhador.  “Quero um dia certo para o pagamento, se não der, que os responsáveis tomem providências,” desabafou.

Terceirizados em frente a sede da Coder - Foto: Messias Filho / AGORA MT
Terceirizados em frente a sede da Coder – Foto: Messias Filho / AGORA MT

Após a manifestação, a assessoria da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder) informou por meio de nota que  os prestadores de serviço decidiram encerrar a paralisação e já retornaram ao trabalho. “Eles concordaram com as explicações apresentadas pela diretoria financeira, que reafirmou o compromisso de retomar o pagamento dos valores em atraso a partir da tarde da próxima quarta-feira (07).”

Leia também:  Cerrado Fuzz Festival é neste sábado na Chácara Mocó com apresentação de 5 bandas

A empresa ainda esclareceu que todas as atividades seguem normalmente, inclusive com a realização de obras e serviços de limpeza e conservação de vias públicas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.