Foto: assessoria
Foto: assessoria

Na tarde de terça-feira (27), o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (SISPMUR) se reuniram em assembleia geral com a categoria para discussão da proposta apresentada ao prefeito Percival Muniz, ainda em 2013 sobre a recomposição salarial dos servidores com o reajuste de 19%.

Esta foi a primeira assembleia de 2015. De acordo com Rubens Paulo, presidente do Sispmur, o prefeito prometeu o reajuste, mas não cumpriu com o acordo feito com a categoria. Por isso a classe vai deflagrar a greve em 48 horas, e vão aguardar uma resposta do prefeito.

Foto: assessoria
Foto: assessoria

A permanência da greve deve ser definida na quarta-feira (04) da semana que vem em um manifesto na sessão na Câmara de Vereadores de Rondonópolis.

Leia também:  Atacadão deve reinaugurar nos próximos dias em Rondonópolis

Além do reajuste salarial uma das questões prioritárias que a categoria revoga são melhorias nas condições de trabalho dos servidores.

Rubens declarou que a categoria não quer entrar em greve e sim que o prefeito resolva o impasse. ”O sindicato sempre esteve aberto para negociações com o executivo, visando manter o serviço público sem prejudicar os cidadãos rondonopolitanos ”, enfatizou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.