Ex-campeão dos médios do UFC, Anderson Silva reinou absoluto na categoria por sete anos e protagonizou grandes rivalidades. Uma das mais marcantes, não só em sua carreira, mas também da história do Ultimate, foi contra Chael Sonnen. Craque no marketing pessoal e nas provocações a Spider e ao Brasil, o americano chegou muitas vezes a extrapolar nos comentários, tirando o adversário do sério.

Apesar de essa história ter acontecido há alguns anos, ela poderia muito bem ter sido escrita no último fim de semana, quando o campeão dos penas, José Aldo, acompanhou a vitória de Conor McGregor sobre Dennis Siver, em Boston. Considerado a nova sensação do Ultimate, o irlandês pulou a grade do octógono para provocar o atleta da Nova União e chegou a zombar da estatura e das raízes do brasileiro na coletiva de imprensa pós-luta.

Leia também:  Meninas do vôlei vencem a primeira em Cuiabá

Na pele de quem já passou por situação semelhante, Anderson acredita que a melhor forma de Aldo lidar com a língua ferina do rival, seja mesmo dentro do octógono:

– O José Aldo já falou o que a gente precisava ouvir. A gente tem o rei, o príncipe e o bobo. Não se fala mais nisso! Eu acho que ele (McGregor) é um cara legal, mas o Zé Aldo é um cara muito mais legal do que ele. Eu sou irmão do Zé Aldo, sou Zé Aldo até a morte! Bata muito nele, Zé Aldo! Por favor, bata muito nele. Bata bastante nele – aconselhou Spider, durante entrevista ao Combate e ao Combate.com na sede de sua academia, em Los Angeles, nesta quinta-feira.

Leia também:  Apresentador passa mal "ao vivo" em Lucas do Rio Verde

O brasileiro também declarou que, apesar das semelhanças, não consegue comparar a rivalidade que teve contra Sonnen com a animosidade entre o campeão dos penas e o irlandês.

– Não vejo comparação nenhuma. Ele não tem condição nenhuma de enfrentar o Zé Aldo. Como, minha filha? Como? Você viu a última luta do Aldo? Você acha que esse moleque vai aguentar o que esse garoto aguentou do Zé Aldo? Jamais!

Brincalhão, Anderson voltou a dizer que se o atleta da Nova União fosse de sua divisão de peso, já teria se aposentado.

– Eu ia correr dele, não sou bobo, nem dada… Não quero ficar maluco, pô! – finalizou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.