A taxa de inadimplência do consumidor em 2014 teve alta de 6,3%, segundo dados da Serasa Experian, divulgados nesta terça-feira (13). Após o recuo de 2% em 2013 e as fortes altas em 2011 e 2012, 21,5% e 15,0% respectivamente, o índice em 2014 voltou a apresentar o mesmo ritmo de 2010.

No mês de dezembro, o índice atingiu 13,3% com relação ao mesmo mês em 2013, sendo o 8º aumento mensal consecutivo neste tipo de comparação.

De acordo com economistas da Serasa Experian, mesmo desestimulado a ampliar os níveis de endividamento no ano anterior, o consumidor teve que enfrentar a elevação dos juros, a estagnação da economia e a inflação elevada, o que contribuiu para o aumento na inadimplência.

Leia também:  Bandeira amarela | Conta de luz será mais barata em setembro

Segundo a Serasa Experian, das modalidades da inadimplência do consumidor em 2014, houve aumento de 12,7% na taxa com relação ao valor médio das dívidas não bancárias (cartões de créditos, prestadores de serviço e lojas em geral). O valor médio dos cheques sem fundo subiu para 7,2%.

Por outro lado, os valores dos títulos protestados e as dívidas com os bancos registraram quedas de 0,4% e 3,3%, respectivamente.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.