Fernando Alonso deixou a Ferrari para retornar à McLaren no fim de 2014, surpreendendo o mercado da Fórmula 1. No entanto, a surpresa poderia ter acontecido até mesmo antes, no fim de 2011 ou 2012.

A informação foi divulgada por Felipe Massa, então companheiro de Alonso na escuderia. Em entrevista ao site oficial da Fórmula 1, o brasileiro – hoje na Williams – disse acreditar que o espanhol tentou deixar a escuderia italiana em outras ocasiões, antes de ser substituído pelo alemão Sebastian Vettel.

“Acho que Fernando tentou deixar a equipe dois ou três anos atrás, mesmo quando eu ainda estava na equipe, mas ele não pôde. Talvez o carro (da Ferrari) do ano passado não fosse tão bom, os resultados não estavam lá, mas ele continuou lutando, tentando mudar a equipe. Mas a equipe já estava mudando por dentro, e eles decidiram mudar inclusive Alonso”, disse o brasileiro.

Leia também:  Holloway vence a luta contra José Aldo

Massa foi questionado a respeito da adaptação de Vettel à escuderia italiana, e fez uma projeção otimista para o alemão. Segundo ele, o alemão é um vitorioso, e pode ajudar a recolocar a Ferrari em uma trilha de bons resultados.

“É uma nova equipe, mas é uma equipe para a qual você nunca pode fechar os olhos. Sebastian saber como vencer – ele venceu tantos títulos – e acho que até Kimi (Raikkonen) vai trabalhar melhor sem Fernando. Talvez a equipe funcione melhor. Mas, sem Fernando, eles estão perdendo um piloto fantástico. Ele é muito rápido e sabe marcar pontos no campeonato. Precisamos esperar e ver se será melhor ou pior”, analisou.

Leia também:  Colorado perde e precisa reverter diferença de dois gols

Fora da Ferrari desde o fim de 2013, o brasileiro da Williams demonstra otimismo com a equipe inglesa. Para ele, o time de Frank e Claire Williams conseguiu manter os bons resultados de 2014 nos testes coletivos de pré-temporada para 2015, na Espanha.

“Para ser honesto, estou feliz com o funcionamento da equipe. Estamos fazendo tudo que queremos fazer. Estamos preparando e tentando aprender o carro, e não tivemos problemas reais até agora. Isso é muito positivo, porque sabemos como a confiabilidade é importante no começo da temporada. No que se refere à performance, acho que chegamos lá também. É difícil dizer em relação às outras (equipes), mas o carro se comporta na direção que esperamos. Eu diria que tudo caminha como esperado, e isso me deixa feliz”, afirmou.

Leia também:  Luverdense fica no empate com o Paraná

Em sua entrevista, Massa fez projeções modestas para o começo da temporada, sem falar em vitória na Austrália. Mas não escondeu que ainda espera brigar por um título antes de deixar a Fórmula 1.

“É importante marcar pontos no começo do campeonato. Se eu conseguir um pódio, seria um começo fantástico”, projetou, admitindo ainda mirar um Mundial. “Se eu não pensar assim, eu faria outra coisa, não continuaria na Fórmula 1. Não estou aqui para participar. Estou aqui para vencer, e estou aqui para ser importante. É por isso que ainda estou aqui”, declarou também.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.